A Portonave
G4-3 | G4-4 | G4-5 | G4-6 | G4-7 | G4-9 | G4-13

Em atividade desde outubro de 2007, a Portonave S/A - Terminais Portuários de Navegantes está inserida no Complexo Portuário do Rio Itajaí-Açu, com sede em Navegantes (SC). Em 2014, figurou como líder de mercado no estado, atuando no escoamento da produção das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil, além de outros países da América do Sul, bem como no recebimento de cargas de todo o mundo. A excelência em soluções logísticas para importação, exportação e cabotagem foi assegurada por cerca de mil colaboradores que integram a Companhia.

Para garantir qualidade e eficiência nas atividades que desenvolve, a Portonave apresenta a infraestrutura necessária para receber navios de grande porte e movimentar elevados volumes de carga. São 900 metros de cais, três berços de atracação, um canal em processo de aprofundamento para 14 metros, 270 mil m² de pátio e um conjunto de equipamentos modernos que garantem a capacidade de movimentação de 1 milhão de TEUs – unidade de medida que equivale a um contêiner de 20 pés – por ano. Em 2014, a Companhia movimentou 699.824 TEUs, tendo sido considerada a 19ª maior empresa de Santa Catarina, a segunda maior empresa do Sul do país no setor de transporte e logística – segundo ranking elaborado pela Revista Amanhã, em parceria com a PwC - PricewaterhouseCoopers – e a contribuinte mais relevante de Navegantes – responsável por 48% da arrecadação municipal do Imposto Sobre Serviços (ISS).

    Um estado competitivo
    Santa Catarina é um estado de economia diversificada. A região Oeste conta com a força do agronegócio, enquanto ao Sul ficam os complexos cerâmico, mineral e químico. No Norte destacam-se empresas dos segmentos moveleiro, metalmecânico e de máquinas e equipamentos, e no Vale do Itajaí, as dos setores têxtil, de vestuário, naval e pesqueiro. A indústria de base tecnológica se distribui entre a Grande Florianópolis e cidades como Blumenau e Joinville.

    A força da agricultura, o parque industrial desenvolvido – o quarto maior em número de empresas e o quinto em quantidade de trabalhadores, segundo a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc) – e o sistema logístico em expansão garantem o sexto Produto Interno Bruto (PIB) mais relevante do Brasil, que, conforme os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi de R$ 169 bilhões em 2011. A Portonave está ligada a esse crescimento econômico, sendo responsável por 44,5% da movimentação de cargas em contêineres no estado.
    CONTINUE LENDO | +

 

A fim de potencializar seus diferenciais competitivos, a Portonave deu início, em junho de 2014, às obras de ampliação do Terminal, que passará a ter uma área cerca de 50% maior do que a atual e dobrará a capacidade estática do pátio. O investimento de aproximadamente
R$ 120 milhões trará maior eficiência operacional. Também em 2014, a Companhia investiu R$ 5,3 milhões em 15 novas carretas do tipo Terminal Tractor (TT) e 25 semirreboques – pranchas móveis para sustentar o contêiner durante o transporte da carreta –, visando à baixa manutenção, ao aumento da produtividade e ao atendimento da crescente demanda do Terminal.

 

Resultado de suas operações e de seu compromisso e engajamento com a comunidade, os colaboradores e o meio ambiente, o Terminal venceu, em 2014, os prêmios Empresa Cidadã (ADVB/SC) e Aberje Região Sul, conquistou o Certificado de Responsabilidade Social da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina pelo quarto ano consecutivo e foi o único porto brasileiro a constar na lista de melhores empresas para se trabalhar no país, conforme o Instituto Great Place to Work.

 

A Portonave é um terminal diferenciado pelos seus equipamentos e pelas pessoas. A Companhia está onde está devido às pessoas que trabalham aqui.

David da Silva, supervisor de equipamentos.